Fique sabendo...

Orientações nutricionais

  • Ingerir no mínimo 8 copos de água/dia nos intervalos entre as refeições.
  • Diminuir a ingestão de líquidos durante as refeições, sendo necessário use apenas 100ml.
  • Higienizar as frutas e verduras com água oxigenada à 3% (diluir 1 colher de sopa H2O2 à 3% em 1 litro de água).
  • Dar preferência a alimentos frescos e orgânicos.
  • As frutas e verduras são as principais fontes de fibras, vitaminas e minerais, por isso devem ser consumidas diariamente.
  • Priorizar alimentos integrais e naturais.
  • Fracionar a alimentação diária, fazendo de 5 a 6 refeições por dia em intervalos de 3 em 3 horas.
  • Alimentar-se em locais tranquilos, lentamente (descansar os talheres entre uma garfada e outra), mastigando bem os alimentos.
  • Evitar o uso de adoçantes, sendo necessário adoçar o alimento, usar stevia, açúcar demerara ou mel com moderação.
  • Reduzir o consumo de sal, sendo necessário optar pelo sal marinho.
  • Usar temperos naturais para temperar o alimento, como alho, cebola, tomate, pimentão, ervas, cominho, cúrcuma, açafrão, urucum, limão, etc.
  • Não usar caldos prontos para temperar o alimento.
  • As algas marinhas e o azeite de oliva extra virgem devem ser introduzidos aos alimentos depois de prontos.
  • O chá verde deve ser consumido até no máximo às 17h.
  • Evitar cozinhar os alimentos em panelas de alumínio, ferro ou cobre. Fazer opção por: inox, vidro, ágata ou barro;
  • Reduzir ao máximo a ingestão de gordura animal e óleos saturados;
  • Estabelecer com especialista na área de educação física um plano diário de exercícios físicos;
  • Não reprimir o reflexo da evacuação;